Boa noite! Hoje é sexta, 17 de agosto de 2018
Home / Notícias / Ainda não fez seu IR? Saiba o que você precisa para não cair na malha fina

Ainda não fez seu IR? Saiba o que você precisa para não cair na malha fina

/
/
/
75 Visualizações

Para você que ainda não fez a sua, Adir dá dicas e explica que é preciso ficar atento ao processo e ao prazo da entrega.

“É importante que o contribuinte, neste momento, já tome conhecimento do programa, verifique a documentação, tente tirar as suas dúvidas, de fato começar a declaração. Por que as dúvidas só aparecem na hora em que ele começa a preencher a declaração, inclusive tem que encontrar documentos que estiverem faltando e quem deixa isso para a última hora, às vezes não consegue achar documentos ou tirar as suas dúvidas e aí fica sujeito às penalidades.”

Deve declarar à Receita Federal quem teve rendimento superior a R$ 28.559,70 em 2017, quem recebeu rendimentos isentos, não tributáveis ou exclusivamente na fonte acima de R$ 40 mil, teve ganho de capital e operações na bolsa de valores, além dos produtores rurais com receita bruta anual superior a R$142.798,50 e daqueles que adquiriram bens no ano passado acima de R$ 300 mil.

Quem perder o prazo vai estar sujeito ao pagamento de uma multa mínima de R$ 165,74 e máxima de 20% do imposto devido. Lembrando que, neste ano, é obrigatório informar o CPF de dependentes a partir de 8 anos ou mais, completados até a data de 31/12/2017.

A declaração do Imposto sobre a Renda da Pessoa Física 2018 apresenta algumas novidades, como por exemplo, o Painel Inicial. Com o objetivo de facilitar o preenchimento, o layout do programa foi remodelado. Agora possui um painel inicial que conta com fichas identificadas, onde o contribuinte poderá selecionar quais são as mais relevantes para o preenchimento de sua declaração.

Outra novidade é que, ao digitar ou importar um nome para um CPF/CNPJ, o sistema vai armazenar o nome para facilitar o preenchimento futuro. Você pode fazer a sua declaração utilizando dispositivos móveis, ou seja, tablets e smartphones, com sistemas operacionais Android e iOS. É possível ainda utilizar o Centro Virtual de Atendimento (e-CAC) no site da Receita Federal na internet. Você também pode começar a declaração em um equipamento e terminar em outro.

O contador Bruno Camargos alerta que é preciso atenção ao preencher os dados para não cair na malha fina.

“Toda a vez que a gente faz a declaração de Imposto de Renda, é importante sempre a gente conferir os dados, né? Isso é um erro bastante comum. Muitas pessoas não conferem os dados e acabam errando o próprio preenchimento. Isso é bastante comum.”

Vale lembrar também que os contribuintes que enviarem a declaração no início do prazo, sem erros, omissões ou inconsistências, vão receber mais cedo as restituições do Imposto de Renda, se tiverem direito a ela. Os idosos, portadores de doença grave e deficientes físicos ou mentais têm prioridade. As restituições vão começar a ser pagas em junho e seguem até dezembro.

Reportagem, Cintia Moreira / Agencia do Rádio

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *