Bom dia! Hoje é quarta, 23 de maio de 2018
Home / Notícias / Secretaria de Saúde alerta sobre aparecimento de animais peçonhentos em época de chuvas

Secretaria de Saúde alerta sobre aparecimento de animais peçonhentos em época de chuvas

/
/
/
88 Visualizações

Durante o período de chuvas, uma das ameaças a saúde da população é representada pelo aumento de atividade de animais peçonhentos. Nesta época mais quente e chuvosa, esses animais, entre eles, escorpiões, aranhas e serpentes, saem de seu habitat natural e invadem residências e quintais, assustando os moradores e provocando acidentes.

No Estado, de acordo com a secretária municipal de Saúde, Maria Angélica Benetasso, estratégias para prevenção de ocorrências com animais peçonhentos foram repassadas aos municípios. O objetivo é que a população adote alguns cuidados para prevenir e evitar acidentes.

Maria Angélica comenta que em Bataguassu, conforme dados do setor de Vigilância em Saúde, em 2017, foram registrados 39 casos de acidentes com envolvimento de animais peçonhentos, sendo em sua maioria ocasionados por escorpião. Outras ocorrências tiveram envolvimento de arraias, cobras e aranhas.

ORIENTAÇÕES

Conforme o setor, em casa, é importante entrar com cuidado em locais que ficaram fechados por muito tempo; bater os colchões antes de usá-los além de sacudir cuidadosamente roupas, sapatos, toalhas e lençóis. Afastar as camas das paredes e evitar pendurar roupas fora dos armários também são medidas preventivas. Vedar frestas e buracos em paredes e assoalhos; limpar o interior e os arredores da casa usando luvas, botas e calças compridas; evitar o acúmulo de lixo, entulhos e materiais de construção próximo a casa também são orientados.

Outras maneiras de prevenção é nunca colocar as mãos em buracos ou frestas (use uma enxada, um cabo de vassoura ou um pedaço comprido de madeira para mexer nos móveis e sempre usar luvas ao fazer a limpeza de uma casa fechada por muito tempo.

Caso encontre algum animal peçonhento dentro de casa, afaste-se dele sem assustá-lo e entre em contato com o setor de Vigilância em Saúde pelo telefone (67) 3541-1466.

FORA DE CASA

Se estiver fazendo um piquenique, verifique cuidadosamente a área em volta do local onde pretende estender a toalha; não monte acampamentos próximo de plantações, já que elas podem abrigar um grande número de roedores, alimento este favorito das cobras; e não caminhe por regiões de mato alto sem usar calça comprida e botas.

Próximo a matas e na beira de estradas, evite deixar as portas do carro abertas, principalmente ao anoitecer. A mesma precaução vale durante a troca de pneus no acostamento. Jamais pegue animais peçonhentos com as mãos, mesmo que eles pareçam mortos.

SE FOR PICADO

Se for picado, em qualquer situação, é importante que a pessoa procure atendimento médico imediatamente para receber os medicamentos corretos. Não se deve amarrar ou tentar sugar o veneno no local da picada, nem cortar, aplicar borra de café, sabão, fumo ou fazer qualquer outro tipo de intervenção que possa ocasionar contaminação, necrose, amputações e até mesmo a morte da vítima.

Em hipótese alguma se deve oferecer qualquer tipo de medicamentos, via oral, e/ou bebidas que contenham álcool. Este tipo de procedimento não ajuda em nada e só piora o caso.

Mantenha a vítima deitada e em repouso; e evite que a vítima se locomova sozinha para não favorecer a absorção do veneno. Mantenha o membro picado mais elevado do que o restante do corpo. Se for possível (e seguro), leve o animal (mesmo morto) ao local de atendimento médico para facilitar o diagnóstico.

 

Por > Bianca Lima / Assecom – Prefeitura de Bataguassu

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *